Cuidados, Dicas e Notícias
Cuidados pós castração em gatos! (27/04/2020)

Castrar seu filho de quatro patas é um passo importante e, muitas vezes, necessário. Ainda assim, apesar dessa pequena cirurgia ser amplamente recomendada por veterinários e especialistas, sempre há um receio sobre como o bichano vai reagir! Assim, é perfeitamente normal se preocupar com os cuidados pós-castração do gato. 

Entretanto, podemos garantir que não há motivo de pânico. Pra você ficar tranquilo e ajudá-lo nesse momento importante, separamos aqui sete dicas de como ajudá-lo a ter uma recuperação mais eficaz. Confira!

1. Deixe o gato descansar

O primeiro passo nos cuidados pós-castração do gato é deixar ele descansar. Não se esqueça que seu amigo passou por uma cirurgia e merece todo o conforto possível! Por isso, separe um quarto confortável, com caminha, caixa de areia limpa, comedouro e bebedouro. 

Dessa forma, o pet poderá ter tudo o que necessita nesse primeiro momento. Por mais que você queira encher o fofinho de carinho nesse momento, controle sua vontade e deixe-o sozinho por algumas horas. 

O bichano precisa descansar e o contato com outros membros da família pode estressá-lo. Em aproximadamente 24h seu amigo estará mais animado e poderá receber todo amor que merece!  

2. Proteja o curativo

Uma das cautelas pós-castração de gato mais importantes é proteger o curativo. Pets em geral costumam morder e lamber a região do corte em uma tentativa de aliviar o incômodo que sentem. 

Segundo especialistas, o cuidado do tutor nessa fase é muito importante. Por sorte, podemos ajudar os bichanos sem muito esforço. 

Para os machos, basta providenciar um colar elizabetano — aquele acessório parecido com um abajur, que os deixa com uma aparência engraçada! Apesar de seu aspecto estranho, o item é importantíssimo e evita que seu amigo se machuque. 

Para as fêmeas, o mais indicado é a roupa cirúrgica, um coletinho de material especial que cobre todo o corpinho da gata. Isso porque a cirurgia das bichanas é mais delicada. A roupa cirúrgica protege não só das lambidas, mas também de outros possíveis agentes contaminadores. 

3. Mantenha a calma 

Outro ponto importante entre os cuidados pós-castração do gato cabe ao tutor, e não ao pet: manter a calma! É compreensível que você fique aflito ao ver seu filho de quatro patas demonstrando dor e aflição. Afinal, ele é tão pequeno e indefeso que queremos protegê-lo a qualquer custo. 

Entretanto, é bom reforçar que essa é uma cirurgia simples. Se for feita em condições ideais e os cuidados pós castração forem respeitados, não há motivo de preocupação. 

É normal que o bichano fique indefeso e assustado nos primeiros dias. Alguns podem se esconder em locais tranquilos, buscando proteção. Outros, ficam dengosos e  carentes, pedindo colo e carícias. 

Independentemente do comportamento do felino, saiba que o processo de recuperação ao castrar gato é rápido e fácil. Em pouco tempo, o bichano estará se divertindo pela casa, seguro e saudável! 

4. Observe a recuperação

Observar como está seu amigo peludo é outro passo importante nos primeiros dias após a castração. Conforme reforçam os especialistas, a cirurgia é simples e rápida. Entretanto, em alguns casos, o bichano pode ter reações adversas, como uma inflamação ou infecção. 

Caso isso ocorra, o veterinário deve ser procurado o mais rápido possível. Para evitar complicações, o tutor deve ficar de olho em seu amigo. Se o machucado estiver com aparência inflamada, vazando ou sangrando, consulte seu veterinário. 

5. Siga as recomendações do vet

Há alguns cuidados pós-castração em gato que são gerais e se aplicam a todos os pets. Outros precisam ser verificados diretamente com o veterinário do seu bichano. Cada caso é um caso, e o especialista poderá passar recomendações específicas de acordo com o perfil, idade e personalidade do seu amigo. 

Ainda assim, há especificações médicas que o tutor deve tomar. O uso de antisséptico local e medicações como anti-inflamatórios, antibióticos e analgésicos é importante na recuperação do pet. Entretanto, esses procedimentos devem ser tomados apenas com a indicação de um médico veterinário.

Assine nossa Newsletter
Mapa do Site