Cuidados, Dicas e Notícias
Verão, sol e cuidados com os felinos (12/01/2015)

O verão já chegou oficialmente, e junto com ele vem o sol forte e as altas temperaturas, características que não conseguimos nos livrar quase em nenhum momento no ano passado e que prometem permanecer firmes em 2015. Assim sendo, não apenas nós, humanos, que queremos sombra e água fresca. Os pets também clamam por dias mais frescos.

Assim como os cães, os gatos também sentem calor e costumam deitar com a barriga para baixo em superfícies mais frias da casa, como o piso do banheiro ou da cozinha. Apesar disso, os felinos raramente ficam com a língua para fora, portanto, caso isso aconteça, provavelmente seu gato esteja sendo prejudicado e uma consulta com um especialista é a melhor solução.

Muitas pessoas pensam em aparar o pelo dos gatos nesta época do ano, mas essa deve ser uma atitude bem pensada, pois muitos gatos se estressam muito com esse tipo de procedimento. O melhor a se fazer é hiper-hidratar o animal, assim como deixa-lo sempre com acesso à sombra e locais frescos da casa.

Para incentivar o gato a beber mais água, uma dica legal é adicionar pedrinhas de gelo dentro da sua tigela de água. Para aqueles gatos que só bebem água na torneira, o recomendado é comprar fontes de água.

No verão é comum gatinhos machucarem suas patas no chão quente ou terem a temperatura corporal muito elevada caso não consigam resfriar o corpo, por isso, todo cuidado é pouco. O que muita gente não sabe é que os gatos também podem ter câncer de pele. Chamado de carcinoma, esse é o tipo de câncer de pele mais comum nos gatos e é causado pela exposição contínua ao sol. Gatos de pele branca são os mais suscetíveis. Para prevenir deve-se evitar a exposição ao sol, especialmente nos horários de pico – entre as 10h e as 15h –, e aplicar protetor solar especial para gatos.

Raças de felinos de focinho curto, como o persa, o himalaio e o exótico, têm dificuldade de perder calor pelas narinas e são mais suscetíveis a terem a temperatura corporal elevada num grau que seja prejudicial à vida deles. Nesses casos especiais, a atenção deve ser redobrada.

Assine nossa Newsletter
Mapa do Site